Élder Sitati faz um discurso importante sobre a liberdade religiosa em Ruanda

Comunicados da Imprensa

O Élder Joseph Sitati, Setenta Autoridade Geral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e membro da Presidência da Área África Sudeste, proferiu um discurso importante sobre a liberdade religiosa em Kigali, capital do Ruanda.

O Élder Sitati estava entre mais de uma dúzia de oradores de alto nível no 3º Congresso da All African Religious Liberty, com a presença de participantes de mais de 30 países africanos. Foi realizado nos dias 13-15 de setembro de 2018.

O Élder Sitati falou sobre promover a liberdade religiosa entre religiões e nações.

"Na sua raiz, a liberdade religiosa é sobre ajudar as pessoas e comunidades a prosperar; é sobre permitir que elas vivam seus ideais mais elevados", disse o Élder Sitati em seus comentários.

"Nós, seres humanos, somos criaturas espirituais complexas, com fortes anseios de auto-expressão e de sermos compreendidos. Todos nós, de uma forma ou de outra, lutamos pela liberdade da alma. Essa é nossa natureza

como filhos de Deus. Nós prosperamos quando nossas aspirações têm espaço para crescer”, acrescentou o Élder Sitati.

O tema central do congresso foi: Liberdade Religiosa: Esperança para Construir Um Continente Tolerante e Pacífico.

As deliberações no congresso evoluíram em torno da visão da União Africana Agenda 2063, cuja Aspiração Nº. 3 é uma África de boa governação, democracia, respeito pelos direitos humanos, justiça e estado de direito.

Os comentários do Élder Sitati abordaram vários aspectos relacionados à liberdade religiosa, incluindo a dimensão humana, a conexão entre liberdade e religião, dignidade e direitos humanos, envolvendo as diferenças entre nós, a diplomacia religiosa e a vida comunitária.

 

COESÃO SOCIAL

"A liberdade religiosa é importante porque a religião em si é importante. As pessoas e as comunidades religiosas estão unicamente situadas para ajudar a resolver problemas na sociedade", disse o Élder Sitati.

"Múltiplos estudos mostram que a religião fomenta a confiança, que é um ingrediente necessário para a coesão social e o crescimento econômico. A

confiança entre indivíduos e organizações afeta o desempenho econômico de uma nação", acrescentou.

O Élder Sitati disse que, embora a lei fosse essencial para prover ordem, estabelecer limites, estabelecer normas e incentivar a conduta adequada, ela é melhor quando é acompanhada por uma cultura de criação, confiança e gentileza. "Se não, a imposição da lei pelos governos, ou a assertividade das maiorias sociais podem prejudicar a vitalidade do espírito humano", disse ele.

O Élder Sitati disse que a presença da liberdade religiosa estava ligada a níveis mais baixos de corrupção.

"A corrupção tem um efeito corrosivo na sociedade, enfraquecendo a confiança pública nos líderes e instituições e empobrecendo economias inteiras. A ausência de corrupção, por outro lado, é frequentemente citada como um dos principais ingredientes necessários para o desenvolvimento econômico sustentável", disse o Élder Sitati.

LIBERDADES MAIS AMPLAS

Ele também disse que havia um crescente corpo de pesquisa demonstrando que a liberdade religiosa promove a paz na sociedade. Essa liberdade ajuda a reduzir os incidentes de violência e conflito religiosos, disse o Élder Sitati. E em sociedades onde a liberdade religiosa não é respeitada e protegida, ele disse, o resultado é muitas vezes o oposto — há um aumento na violência e conflitos mais frequentes que interrompem as actividades econômicas diárias essenciais para o florescimento dos negócios.

Ele acrescentou que a liberdade religiosa encorajou liberdades mais amplas. "Evidências empíricas significativas apontam para uma forte correlação entre a presença de liberdade religiosa e outras liberdades, juntamente com uma variedade de resultados sociais e econômicos positivos que vão desde os

melhores cuidados de saúde ás maiores rendas para as mulheres", disse o Élder Sitati.

O congresso foi organizado pela All African Religious Liberty Association.

Observação de Guia de Estilo:Em reportagens ou notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, por favor utilize o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome da Igreja, procure on-line pelo nosso Guia de Estilo.