Como seria sua vida sem o Livro de Mórmon?

Presidente Russell M. Nelson


Como seria sua vida sem o Livro de Mórmon?

Presidente Russell M. Nelson

Comunicados da Imprensa

Em 1986, fui convidado a dar uma palestra numa universidade em Acra, Gana. Conheci diversas pessoas que ocupavam cargos importantes, incluindo um rei de uma tribo africana.  Numa conversa antes da palestra, o rei falou comigo por meio de seu intérprete, que traduzia para mim. Eu respondia ao intérprete e, depois, o intérprete traduzia minhas respostas ao rei.

Após minha palestra, o rei se dirigiu a mim, mas dessa vez sem seu intérprete. Para minha surpresa, seu inglês era perfeito — tão bom quanto o da rainha da Inglaterra, devo dizer!

O rei parecia intrigado. “Afinal, quem é você?”, ele perguntou.

Respondi: “Sou um apóstolo ordenado de Jesus Cristo”.

O rei perguntou: “O que você pode me ensinar a respeito de Jesus Cristo?”

Respondi com uma pergunta: “Posso saber o que você já sabe a respeito Dele?”

A resposta do rei indicava que ele era um dedicado estudioso da Bíblia e que era uma pessoa que amava o Senhor.

Perguntei então se ele sabia a respeito do ministério de Jesus Cristo ao povo da América antiga.

Como era de se esperar, ele não sabia.

Expliquei que, após a Crucificação e a Ressurreição do Salvador, Ele visitou o povo da América antiga e ensinou Seu evangelho. Ele organizou Sua Igreja e pediu a Seus discípulos que mantivessem um registro de Seu ministério entre eles.

“Esse registro”, continuei, “é o que conhecemos como o Livro de Mórmon. É outro testamento de Jesus Cristo. É uma escritura que serve de companheira à Bíblia Sagrada”.

Naquele momento, o rei ficou muito interessado. Virei-me para o presidente de missão que estava comigo e perguntei se ele tinha com ele um exemplar adicional do Livro de Mórmon. Ele tirou um exemplar de sua pasta.

Abri o livro no capítulo 11 de 3 Néfi e, juntos, lemos o sermão do Salvador aos nefitas. Então dei a ele o exemplar do Livro de Mórmon de presente. Sua resposta permanecerá em minha mente e em meu coração para sempre: “Você poderia ter me dado diamantes ou rubis, mas nada é mais precioso para mim do que esse conhecimento adicional a respeito do Senhor Jesus Cristo”.

Depois de vivenciar o poder das palavras do Salvador em 3 Néfi, o rei disse: “Se eu me converter e me filiar à Igreja, trarei toda a minha tribo comigo”.

“Oh, rei”, eu disse, “não é assim que funciona. A conversão é uma questão individual. O Salvador ministrou aos nefitas individualmente. Cada pessoa recebe um testemunho do evangelho de Jesus Cristo”.

Observação de Guia de Estilo:Em reportagens ou notícias sobre A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, por favor utilize o nome completo da Igreja na primeira referência. Para mais informações quanto ao uso do nome da Igreja, procure on-line pelo nosso Guia de Estilo.